Pesquisar este blog

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Considerações sobre o Commercial Papers.

Considerações sobre Commercial Papers.

O comercial paper, por constituir título de curto prazo, deve ser emitido com vencimento mínimo de trinta dias contados da emissão do título. Em se tratando de companhia fechada, o prazo máximo será de 180 dias; tratando-se de companhia aberta, o prazo poderá chegar a trezentos e sessenta dias. Existe a possibilidade de resgate antecipado do referido título, desde que com anuência do titular; se o resgate for parcial, deverá ser realizado sorteio ou leilão entre os titulares.

Commercial papers (que por ainda não serem regulamentadas pelo direito nacional, equiparam-se às Notas Promissórias) são títulos de curto prazo que as empresas por sociedade anônimas emitem, visando captar recursos no mercado interno para financiar suas necessidades de capital de giro.

É uma alternativa às operações de empréstimos bancários convencionais, permitindo geralmente uma redução nas taxas de juros pela eliminação da intermediação financeira bancária.

O comercial papers imprimem ainda maior agilidade às captações das empresas, determinada pela possibilidade de os tomadores negociarem diretamente com os investidores do mercado (bancos, fundos de pensão, etc.).


As instituições financeiras, as sociedades corretoras e distribuidores de valores mobiliários e sociedades de arrendamento mercantil (empresas de leasing), não podem emitir esses títulos.