Pesquisar este blog

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Ação de Execução de Contrato de Honorários Advocatícios.

Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito da _____ Vara de Cível da Comarca de (nome da cidade).




                                                    









(nome do autor), (qualificação completa) em nome próprio vem ajuizar a presente

AÇÃO DE EXECUÇÃO DE CONTRATO DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS

em face de (nome do executado), brasileiro, solteiro, carteira de identidade (número da carteira de identidade), CPF (número do CPF), residente e domiciliado na rua (nome do endereço) com os seguintes fundamentos fáticos e jurídicos a serem deduzidos a seguir:

I – Dos Fatos:

O exequente é trabalhou como advogado do executado para o ajuizamento de uma ação de indenização em face da empresa ().

O exequente firmou o contrato com o executado para que pagasse R$3.000,00 em termos de honorários advocatícios iniciais e 20% do valor da condenação para fins de honorários advocatícios finais, descontados dos R$3.000,00.

O executado ganhou a causa em 2015, recebendo a quantia de R$100.000,00 em termos de indenização por dano moral.

Contudo o executado não pagou os honorários advocatícios de 20% sobre o valor da condenação descontados dos R$3.000,00 já pagos, ou seja, não pagou os R$17.000,00 restantes.

Dessa forma, pede-se que seja executado o contrato de honorários advocatícios em anexo, uma vez que está preenchido o contrato de todos os requisitos do título executivo extrajudicial nos termos do CPC, inclusive a assinatura das duas testemunhas.

II – Do Direito:

O exequente tem direito a pensão alimentícia nos termos do Código de Processo Civil.

Dessa forma pede-se que o executado seja compelido a pagar a diferença de R$17.000,00 para pagar a título de honorários advocatícios nos termos do contrato atual.

III) Do Pedido:

Ante o exposto, pede-se:

a) Que o executado seja citado pessoalmente, para que no prazo de três dias pague a quantia de R$17.000,00 a título de honorários advocatícios.

b) Que seja julgado inteiramente procedente o pedido do exequente para que seja o débito reconhecido em favor do exequente no importe de R$17.000,00 compelindo ao executado a pagar a quantia devida

c) Que caso o executado não pague a quantia devida, que sejam penhorados os seus bens, nos termos do CPC.

d) Pede-se a produção de prova documental, e testemunhal e outras provas admitidas em direito.

Dá-se à causa o valor de R$17.000,00

Nesses termos,
Pede e espera deferimento.

Local, data.

_______________________________
              Nome do advogado
          OAB - Estado e número